+5575999097651

Otto Alencar reage após prefeito do PSD anunciar apoio a Neto: 'lamentável'

Alex Bitencourt 16 Maio, 2022

Senador diz, no entanto, que comando do PSD em Maragogipe está nas mãos de ex-prefeita e já não havia "perspectiva de fidelidade"
Presidente do PSD na Bahia, o senador Otto Alencar reagiu ao anúncio de apoio à pré-candidatura de ACM Neto (União Brasil) feito pelo prefeito de Maragogipe, Valnício Armede, filiado ao partido da base do PT no estado. Em entrevista ao BNews, na noite desta terça-feira (13), o líder pessedista classificou o fato como "lamentável".

Otto, no entanto, afirma que a manifestação de apoio ao pré-candidato da oposição não surpreende, já que o controle da legenda no município do recôncavo baiano está nas mãos da ex-prefeita Vera da Saúde. Em 2020, Valnício foi eleito com o apoio da ex-gestora, mas, durante o mandato, houve um rompimento político.
"O PSD tem como presidente [em Maragogipe] Vera da Saúde, que foi prefeita por oito anos. O atual prefeito foi seu secretário municipal. Ele venceu as eleições com seu apoio. Logo depois de eleito e empossado, ele se colocou contra a prefeita por motivos injustificáveis, de forma que os PSD continuará entregue à ex-prefeita e ele já há algum tempo tomou a decisão de romper com a sua mentora, aquela que o elegeu, porque ele não teria densidade ou votos pra ganhar as eleições [...] Nós já não tínhamos nenhuma perspectiva de fidelidade [dele] com o partido que serviu para que ele se elegesse", afirmou o parlamentar.

"É lamentável essa situação. Não pelo partido, mas muito mais com a ex-prefeita Vera da Saúde [...] Cada um de nós constrói a nossa própria história de trabalho, de luta, e eu prefiro ficar com a história construída pela ex-prefeita Vera", criticou Alencar.

A manifestação de apoio a Neto foi dada por Valnício Armede durante visita do ex-prefeito de Salvador a Maragogipe no domingo (8). “Está na hora de mudar. Eu não posso sofrer e ver meu povo sofrendo com a fila da regulação. Não posso ir para Salvador correr atrás de obra do Estado e não conseguir e ainda mentirem para mim, falando que vai fazer”, declarou o gestor, na ocasião.
 

Compartilhe